Falsos Messias
Falsos Messias
02 Março de 2020

desenvolvimento sociologia critica professorar educacao

Falsos messias do desenvolvimento pessoal - são as novas máculas produzidas pela indústria do desempenho.

Pobres em leituras e mestres em grandes citações do livro senso comum, eles possuem uma neurose que os fazem salvadores de almas, cavaleiros do apocalipse, habilitados a darem rumos para a vida alheia sem embasamento teórico e formação confiável, cobrando caro, muito caro por isso. Não se engane, no mundo que vivemos o preço mais caro vem daquilo que não se construiu embasado em valores e dados confiáveis, sem método científico, estudo profundo, veracidade, referência e pesquisa - ou seja, besteirol embalado de felicidade constante, mentira vestida de fundamentos ruins e sem nexo.

Quando uma febre institucional liderada por homens idiotas desvaloriza a educação, os professores e, particularmente, as ciências humanas e sociais aplicadas, resta-nos observar pessoas aderindo a programas de desenvolvimento pessoal que não entregam nada a não ser frustração, tais indivíduos são transformados em empreendedores/projetos e não tem a competência de diferenciar os muitos caminhos que se apresentam ou de escolherem adequadamente o que os ajudará na conquista de uma vida mais significativa.

Não existem fórmulas mágicas, mas existem pistas de que a vida se vive melhor com conhecimento e autoconhecimento.

#desenvolvimento #sociologia #critica #professorar #educacao

Livrai
Livrai
25 Fevereiro de 2020

desenvolvimento sociologia critica professorar educacao

-Filho, a última pescaria foi tão divertida, que tal ir comigo na próxima?

-Claro papai, amo pescar.

Parasita - Considerações
Parasita - Considerações
20 Fevereiro de 2020

parasita filme cinema critica

 

Algumas considerações...

A pedra

Os bolsos se enchem de pedras e junto delas, risadas, preconceitos, olhares, que a depender das embalagens montadas pra viver, são decorados de uma banal sagacidade e de metáforas disponíveis pra suportar o que falta e o que dói.

Vidas miseráveis carcomem a oportunidade de ocupar os buracos que as separam da dignidade, amontoam-se em escombros e usurpam os sinais que as conectam com o mundo; vidas que tateam migalhas e mastigam sobras.

A pedra mais pesada é aquela que não se pode largar, aquela que está junto ao corpo, aprofundando na identidades as origens de um lugar que só poderá ser preenchido de lodo, mofo e esgoto.

As escadas

Byung-Chul Han delineia uma sociedade em que os sujeitos perdem suas características de indivíduos e são conduzidos a se assumirem como projetos. Em Parasita os sujeitos são projetos falhos inacabados ou projetos de sujeitos ingenuos bem sucedidos. Todos eles querem uma luz para resignificar a existência, portanto, elaboram suas ações nas diferentes escadas que possuem, os passos emergem a riqueza e nos mesmos degraus levam os parasitas ao tombo que conduz para o porão-escuridão, ou melhor, ao inferno de suas vidas que afundam vagarosamente na água de uma chuva intermitente.

Quem está no topo da escada? Quem desce e quem sobe? Em cada uma das posições sociais a desgraça está em ser prisioneiro de uma classe e dos esteriótipos que as justificam. Não ter nada limita e o ter tudo complica.

O cheiro

O cheiro entrega a condição.

O cheiro é um objeto.

O cheiro é a maneira mais simples da memória habitar o ser de lembranças.

O cheiro é motivo de risada e ao mesmo tempo de tristeza.

O cheiro causa pena.

O cheiro é normalizado pela condição daqueles que o tem.

O cheiro incomoda os indiferentes.

O cheiro é um pedido de socorro.

O cheiro é um ingresso para a morte.

O cheiro é roupa que incomoda.

O cheiro é um marcador social.

#parasita #filme #cinema #critica

Livros 3
Livros 3
13 Fevereiro de 2020

livros escola professor educação

Acompanhado de livros, o corpo é uma árvore enfeitada. Essa coisa de ser alguma coisa dilata, estende-se, estica, derrama umas vontades de saber e a compreensão de que nada sabemos. A gente projeta caminhos, passos, maneiras e as palavras, sabe as palavras? Elas bagunçam as certezas, tal que viver se veste de uma busca bonita por sentido, por sentir mais, mesmo quando não nos achamos capazes.

#livros #escola #professor #educação

livros 2
livros 2
10 Fevereiro de 2020

livro livros escola professor

Decorado de livros, o quarto vira carrossel, para brincar e sorrir, colorido, um lugar de voltas, casa de bichos que cavalgam a sapiência em nós. Amontoados, enfileirados, na estante, na mesa, no chão, de lado ou deitados, em pé ou escorados, esperam as mãos que autorizam a mágica, pedem tempo, silêncio, dedicação, o mergulho dos olhos, esses buracos cheios de portas.

#livro #livros #escola #professor

livros
livros
09 Fevereiro de 2020

livro livros escola professor 

Rodeado de livros, não existe rodopio melhor. É aquele abraço que a gente não espera, mas quer muito, precisa. A alma fica bamba por demais quando as letras lhe caem dentro, é o balanço das alegrias internas, os acontecimentos que o aprender faz na gente.

#livro #livros #escola #professor

professorar
professorar
06 Fevereiro de 2020

escola professor professorar educação educacao aprender

A gente ali conversando jogava papo fora, mas tem prosa que pula lá pra dentro e, novamente, falamos sobre professorar - essa prática repleta de potência – prática cheia de vida, preenchida com o tempo da nossa existência e com uma força inerente aos nossos sonhos.

Estávamos em três, um trio aprendendo a ser dobro um com o outro; dois professores mais experienciados e um outro que há pouco havia começado a sua carreira de facilitar conhecimento em sala de aula e que, obviamente, na maneira como escutava, mostrava-se feliz ao dividir os acontecimentos do ofício com aqueles dois professores mais caminhados.

O jovem escutava tudo com muita atenção, era bonito perceber seus olhos exercendo força e amor – coisas que muito vemos em professores conscientes da responsabilidade que carregam.

A gente se deixou ouvir, autorizou a presença do afeto; releu internamente o que precisa emergir: participar da construção de conhecimentos que interferem diretamente na vida de uma pessoa não pode ser uma escolha qualquer, não pode ser um momento qualquer, não pode ser qualquer coisa participar do tempo de alguém durante 50 minutos, não deve ser qualquer coisa, tem que ser para fazer diferente, tem que ser para fazer melhor, tem que ser algo que te transforma e ao mesmo tempo, permita a construção de pontes que levam o educando a uma revolução de si e dos lugares que habita e habitará.

Professorar nos pede um compromisso com a causa da transformação, uma presença que constrói vida e se deixa construir; professorar nos pede abertura e acolhimento, mãos estendidas que não negligenciam a subjetividade dos outros, mas os convida para aprendizagem, juntos.

Numa prosa descompromissada o presente: - Conversas construídas no acaso ensinam quando damos a chance dos outros partilharem suas histórias. . . #escola #professor #professorar #educação #educacao #aprender

sobre-viver
sobre-viver
31 Janeiro de 2020

crônica viver listadosafetos

não é sobre ganhar ou perder, mas sobre a-prender;

não são números ou aquilo que se ostenta, o que sobra ou as migalhas consumidas, mas o que é verdadeiro e alimenta;

é sobre saber ou não perder de vista a vontade de caminhar onde se encontram os motivos e o que faz cada queda valer além dos entretantos;

é sobre estar disponível ao habitar o possível e perceber que o extraordinário é o resultado das crenças impossíveis;

é sobre ter os passos mirando a luz que está longe e enfrentar os caminhos vestidos de limitações;

não é sobre ser ou ter um projeto, mas acreditar no indivíduo que sou quando a esperança preenche minhas ausências;

é sobre ser amor no que faço expulsando o que impedem meus ideais de serem reais.

é sobre sonhar, é sobre-viver.

#crônica #viver #listadosafetos

Página 14
Página 14
30 Janeiro de 2020

texto livro conto poesia

Juca esperava na porta,

Marisa não veio.

Juca ligou,

Marisa não atendeu.

na secretária um recado:

"a vida é uma aventura aberta, exposta. não protejam as crianças. fortifiquem-nas interiormente para que brinquem bem com qualquer espécie de brinquedo."

Juca se lembrou daquela frase.

foi no quarto, sentou-se na cama olhando a estante, procurou pelo livro.

o livro que ganhou de Marisa, dum filósofo que Juca tinha porque tinha de ler.

Juca não leu.

Marisa era cheia de jogos, jogos que ela chamava de detalhes.

Juca reconheceu na contracapa do livro a citação deixada na secretária e logo abaixo rabiscos que diziam:

"abrir na página 14".

Juca abriu e se perdeu nas palavras:

"Quase se poderia dizer que só existo na medida em que existo para o outro e, no limite: ser é amar."

Juca entendeu, Marisa deixou de ser.

(citações de Emannuel Mounier)

#texto #livro #conto #poesia

atravessar
atravessar
29 Janeiro de 2020

literatura filosofia sociologia professor poesia poema tempo

É um passo

descanso

De começo e fim

no meio

Avista, respira

a-prende

Toda mudança é

vento:

cheio

de vida, medo, recreio

flor, ponte, sorriso

alimento, acolhida, seio.

Coisa boa é atravessar.

#literatura #filosofia #sociologia #professor #poesia #poema #tempo

  • 01
  • 02
  • Todos os Direitos Reservados - Desenvolvido Por CódigoJ